Bem vindo Rio de Janeiro

Confesso que para mim é bem complicado na grande maioria das vezes mudar de opinião sobre algo. Aceito essa limitação como um desafio, algo que sempre busco aperfeiçoar em mim. Sempre de maneira muito tranquila vou cedendo às tentações e com isso derrubando importantes pilares construídos com insanidade de primeira por mim durante anos.

Mas hoje um dos grandes pilares em mim cedeu. De maneira que nem mesmo eu poderia sequer imaginar o pilar desabou com tudo e dele não sobrou sequer pó. Há muito venho reclamando categoricamente que a violência no Rio de Janeiro me impingira um limitador. Mas qual seria esse limitador? Sempre me senti pouco a vontade quando de minhas vindas ao Rio de Janeiro e tinha em minha cabeça uma espécie de limitador que hoje considero como meramente psicológico e até certo ponto até imaturo. O fato, puro e simples é que nunca me permiti ficar tranquilo no Rio. Sempre aquela sensação de que algo poderia acontecer a qualquer momento, sempre uma sensação de insegurança, algo meio paranoico, mesmo.

Surpreendido com o convite para retornar ao Rio a passeio em visita a amigos muito próximos e queridos me vi preso a minha própria loucura e infantil, temi mais uma vez pela minha segurança. Como um estalo, porém acordei já no dia da viagem e sem pensar muito comecei a preparar as malas para seguir viagem.

Seguindo um ritual próprio que criei para arrumar toda mala de viagem, iniciei a separação das roupas e acessórios e fui arrumando-os sobre a cama. Tudo certo conferido e checado, agora vinha a parte fácil: encher a mala. Após as malas prontas, fui acometido pela insegurança mais uma vez. Estava de partida para o Rio! Separei inconscientemente telefone, aliança, e todos os demais gadgets e coloquei de lado. Coloquei tudo de lado, certo de que seria no mínimo insanidade levá-los ao Rio.

Então fui tomar café e lendo o jornal parei também subitamente e comecei a refletir. Aquilo não poderia estar correto, como viajar sem nenhum gadget? Senti como se estivesse indo pegar uma carruagem, parecia ter voltado no tempo. Nada de celular, notebook, câmera digital ou qualquer outro item tecnológico. Foi então que disse a mim mesmo: Assim não dá! Não vou viajar assim!

Lembrei-me quase que instantaneamente de uma palestra em que o orador dizia que devemos perder nossos medos, devemos agir de forma madura diante dos problemas. Veio um flash também da cena do recente filme sobre Chico Xavier em que ele se desespera mediante a turbulência do avião. Pensei mais um pouco e então decidi. Vou viajar com tudo que tenho direito. Não me importa nada, se tiver que acontecer algo que aconteça, não temerei! Decidi por não abrir mão de minha liberdade e fui viajar munido de todo tipo de gadget possível.

O leitor já deve estar pensando se escrevo de uma lan house ou se estou mesmo a salvo, digitando essas palavras de meu próprio PC? Aos céticos e alarmistas me desculpo em decepcioná-los, mas estou aqui, vivo com gadgets e conectado postando no blog de meu próprio PC. A cidade hoje me mostrou que ainda continua linda! Deslumbrado, saí da casa onde estou hospedado e fui até a estação de trem mais próxima. Tomei o trem até a Central do Brasil e de lá para os Arcos da Lapa. Passeio incrível, boa companhia, muitas fotos, muitos Twittes e muita diversão depois, retornei a casa sem nenhum problema. O Rio hoje a pesar de todo estigma, de toda propaganda negativa; e claro de toda violência que ainda persiste, me deu um presente inestimável. De uma vez por todas não pensarei mais em problemas e nem me sentirei inseguro por aqui. Os cariocas deram a mim durante todo dia motivos para amar ainda mais o Rio. Pessoas educadas, gentis e divertidas essa é a nova cara do Rio para mim.

Seja bem vindo novamente a minha vida Rio de Janeiro!!! Estava com saudades de ti. Saudades daquelas que não passam fácil. Saudades que tenho certeza serão curadas, mas somente com muitos finais de semana como este, com passeios, diversão e é claro com esse jeito único do carioca do bem.

Anúncios

Participe! Entre na conversa! Comente aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s